quinta-feira, 15 de maio de 2014

PARA NÃO DEIXAR DE AMAR-TE NUNCA por Pablo Neruda


Hoje, mais uma vez, publico Neruda. 

E esta publicação tem um destino especial: o coração de uma pessoa linda!!

Ex aluna, agora companheirinha deste blogger e minha sempre amiga:  Sandra!!!

E para os meus leitores, uma deliciosa "dica" de leitura, não minha, mas da Sandra!


Saberás que não te amo e que te amo
pois que de dois modos é a vida,
a palavra é uma asa do silêncio,
o fogo tem a sua metade de frio.

Amo-te para começar a amar-te,
para recomeçar o infinito
e para não deixar de amar-te nunca:
por isso não te amo ainda.

Amo-te e não te amo como se tivesse
nas minhas mãos a chave da felicidade
e um incerto destino infeliz.

O meu amor tem duas vidas para amar-te.
Por isso te amo quando não te amo
e por isso te amo quando te amo.
 




Pablo Neruda 

2 comentários:

  1. Que linda !!! obrigada.
    Te quero sempre por perto viu?! ... Você me inspira! BJÃO

    ResponderExcluir